Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘steely dan’

Some Steely Dan tribute bands

Despite of boring musical tendences along the ages, Steely Dan‘s always been incensed as a superb group for many musicians and tasteful listeners. So, there’re so many bands and artists who pay tribute to Donald Fagen and Walter Becker work.

Check some tributes bands ‘round the world:

Stealing Dan

Pretzel Logic

Ajavu

No Statica (no site)

Nearly Dan

The Royal Scam

Aja SD Tribute Band

Naked Lunch

Steel it Again

Steemy Dan

Steely Scam (mp3)

Intersting: in spite of Steely Dan’s an american band, most of tribute bands are from UK or Europe!

Ps: I’m lookin’ for the album – Maestros of Cool –

A Steely Dan Tribute (2 Cd’s). Anyone?

Read Full Post »

LarryCarltonEu adoro o trabalho de Larry Carlton, seja em carreira solo, seja pelos clássicos solos nas músicas do Steely Dan, seja pelo supergrupo de smooth jazz Fourplay, seja pela antiga e ótima banda Crusaders, da qual participou, seja pela parceria com Lee Ritenour (que era o guitar original do Fourplay), seja pelos shows com Steve Lukather, etc…

Este super guitarrista, que já teve várias fases em sua carreira, tem hoje o respaldo de fazer turnês com o Fourplay usando e abusando de sua Gibson 335, guitarra alías que o motivou a criar o clássico tema “Room 335”. Mas ele já usou inúmeros modelos de guitarras (Fender Strato, Tele Valley Arts), e já fez vários sons, com diferentes artistas. Um DVD que eu particularmente recomendo é ao vivo com Steve Lukather, onde ele duela com a distorção vigorosa e a técnica exuberante de Lukather e ainda sai ganhando, com seus solos cheios de boas sacadas e approachs inteligentes. O DVD mais recente que assisti é o do Fourplay Live in Cape Town, que saiu agora no meio de 2009.

Bom, vamos ver alguns vídeos do Larry. Primeiro, uma releitura de Layla, do Eric Clapton:

Agora, Larry tocando Josie, do Steely Dan, no Crossroads Festival (este DVD é altamente obrigatório!)

Larry e Luke tocando o clássico de Carlton, Room 335:

E pra fechar, o clássico do The Crusaders, Put It Were You Want It, ao vivo:

Read Full Post »

Um pouco sobre Steely Dan e as histórias de influências em demasia…

steely_danSteely Dan é um grupo cujo centro criativo total é formado pelo vocalista e tecladista Donald Fagen e pelo guitarrista e baixista Walter Becker. No começo, era uma banda de rock com aquele shuffle bacana, mas aos poucos foram agregando elementos do jazz, fusion e funk e viraram um grupo de referência para muitos artistas – muitos jazzistas e jazófilos adoram as criações da dupla, sempre com harmonias sofisticadas e letras sarcásticas, por vezes oblíquas e repletas de duplo sentidos. A dupla impinge nas letras tantas referências e termos envolvendo assuntos, época, e eventos específicos que existe até um site que explica muitos dos termos expostos pelo Steely Dan, a começar pelo próprio nome da banda, encontrado no livro Naked Lunch, de William Burroughs – Steely Dan III é um pênis de borracha usado pela personagem do romance. Outro predicado da banda é preciosismo quanto às gravações dos álbuns. O disco “Aja” é tido como um dos melhores álbuns em termos de timbre e de perfomance, além das grandes composições do grupo (e pelos músicos ‘ruins’ como Wayne Shorter, Bernard Purdie, Lee Ritenour e Larry Carlton que participam do disco…), Este e outros álbuns são usados como referência de gravação pelos estúdios.

Mas, vamos lá: vou tratar de um tema polêmico e cheio de desdobramentos que é o plágio (ou influência) que envolve a banda.

Comecemos pelo tema ‘Gaucho’, presente no disco de mesmo título lançado em 1980 pela banda. Música bela e requintada, com melodia e harmonia rebuscada e mágica e letra inteligente (e com Jeff Porcaro na bateria!). Acontece que o pianista Keith Jarrett acusou a banda de ter plagiado a música “As Long as you know you’re living yours”, lançada por ele em 1974 em seu disco “Belonging”. Fagen e Becker assumiram na boa que adoravam a música de Jarrett e fizeram uma ‘adaptação’, que na minha sincera opinião, ficou ainda mais bela que a já bonita música do pianista (até a linha de sax é muito parecida, mas a versão do SD parece completar a canção original). Bom, anyway, Keith Jarrett ganhou na justiça a co-autoria de Gaucho, mas o pianista sofreu um ostracismo em sua carreira nos anos seguintes que pareceu ter sofrido uma maldição da dupla Fagen/Becker… Será?

Já no 2000, outro caso de ‘influência’. Desta vez, ao contrário: a banda Steely Dan lançou, no disco de retorno ‘Two Against Nature’, a música ‘Cousin Dupree’, que conta a história de um primo que dá em cima da priminha com a qual costumava brincar quando pueris, mas que agora cresceu, virou uma moça cheio de predicados e que o faz ter vontade de brincar de ‘outras coisas’  (a saber: a música ganhou um Grammy em 2001 por melhor canção pop). Confiram a letra e o vídeo abaixo:


COUSIN DUPREE

Well I’ve kicked around a lot since high school

I’ve worked a lot of nowhere gigs

From keyboard man in a rock’n ska band

To haulin’ boss crude in the big rigs

Now I’ve come back home to plan my next move

From the comfort of my Aunt Faye’s couch

When I see my little cousin Janine walk in

All I could say was ow ow ouch

CHORUS:

Honey how you’ve grown

Like a rose

Well we used to play

When we were three

How about a kiss for your cousin Dupree

She turned my life into a living hell

In those little tops and tight capris

I pretended to be readin’ the National Probe

As I was watchin’ her wax her skis

On Saturday night she walked in with her date

And backs him up against the wall

I tumbled off the couch and heard myself sing

In a voice I never knew I had before

CHORUS

I’ll teach you everything I know

If you teach me how to do that dance

Life is short and quid pro quo

And what’s so strange about a down-home family romance?

One night we’re playin’ gin by a cracklin’ fire

And I figured I’d make my play

I said babe with my boyish charm and good looks

How can you stand it for one more day

She said maybe its the skeevy look in your eyes

Or that your mind has turned to applesauce

The dreary architecture of your soul

I said – but what is it exactly turns you off?

CHORUS

you_me_and_dupreeAcontece que Owen Wilson protagonizou um filme, em 2006, chamado “You, Me and Dupree” (em português: Dois é bom, três é demais), cuja história delineia-se semelhantemente: um hóspede que fica de olho na esposa do amigo… Até o nome do personagem principal é o mesmo (Dupree) o que motivou Fagen e Becker a soltarem uma nota no site do SD detonando o ator e o filme. Owen Wilson alegou que não conhecia nem a música, nem este ‘gentil senhor de nome Steely Dan’, e que queria se concentrar no seu próximo filme, de nome “Hey, 19” (hã? Hey Nineteen? É claro, foi uma piada do cara…) Bom, o ator não amargou ostracismo, mas nunca ficou mais famoso do que seu irmão, o ator Luke Wilson, e o filme outrossim parece não ter feito muito sucesso…steely-dan1051

Outros casos envolvendo influência excessiva são ‘Rikki Don’t Lose that Numberque tem a linha de baixo roubada de ‘Song for My Father’ do pianista Horace Silver;

Enfim, plágios ou influências, isso não importa. O que importa é a evolução da música, que como arte, sofre as adaptações para se tornar única e contemporânea, às vezes fraca e insossa, ou então um clássico atemporal que a muitos inspiram, assim como são as músicas do SD. Muitos artistas utilizam o expediente de explicar a criação de suas músicas através de inspirações de outras músicas ou artistas. Sempre leio músicos falarem: “a minha música X é como se fosse a música Y da banda tal, mas com outro andamento e tom”. É uma forma de interconectar canções e estilos. Ed Motta mesmo diz que tem a cisma de pegar temas jazzísticos e impor um tom de pop e afirmar copiar na cara dura Rita Lee e Steely Dan – embora, a influência nestes casos é bem mais sutil e sofisticada. Funciona como uma inspiração mesmo, não uma mera cópia. Eu mesmo só percebo a influência direta do SD no trabalho do Ed na música “Suddenly You”, ou em alguns acordes usados pelo cantor, como os famigerados ‘acordes SUS’, ou aqueles com baixo alterado (também chamados de ‘mu chords’).

Bom, é isso. Em breve, mais Steely Dan, banda que tem tanta história e conteúdo quantos as letras que Mr. Fagen and Mr. Becker produzem…

collagelgSó pra deixar o post mais atual, foi anunciado que serão lançadas músicas do Steely Dan para o game Guitar Hero, incluindo “Reelin’ in the Years”, com seu super solo…

Read Full Post »